SenadorCapi-Senador
login
Itens filtrados por data: Julho 2018 - João Capiberibe

No final da tarde desta quinta-feira, 16, o candidato ao governo do Amapá, Capi 40, recebeu um importante apoio, o do ex-deputado federal Aroldo Góes (PPL).

"Eu vou apoiar o Capi e a deputada Janete para o Senado porque o Estado está uma calamidade pública e sei do compromisso deles com o povo do Amapá", ressaltou Aroldo Góes, que ocupou o cargo de deputado federal na legislatura de 1991 a 1995, além de vereador de Macapá por 12 anos.

Capi 40 agradeceu o apoio do ex-deputado e disse que é necessário que haja coesão política para o Estado retomar o rumo do desenvolvimento. "Vamos juntos devolver a esperança de um Amapá melhor para todos", finalizou.

Publicado em 2018

O candidato ao governo do Amapá, Capi 40, reuniu na tarde desta quinta-feira, 16, com jovens do município de Santana, onde conversou sobre a introdução das novas tecnologias na rede estadual de ensino.

O acadêmico do curso de matemática, Edson, falou que atualmente há uma grande evasão escolar porque os estudantes não são atraídos pelo atual modelo de ensino. "A escola não percebe o que está acontecendo. Hoje, os alunos não se enxergam nesse ambiente de não poder acessar a internet", reclamou.

Capi 40 disse que vem dialogando com professores e estudantes sobre a implantação da internet aberta nas escolas da rede estadual. "Não podemos ignorar que hoje 85% do conhecimento que foi adquirido ao longo da nossa história está disponível na internet. Temos que trabalhar para dispor essa importante ferramenta para os nossos estudantes, tendo o professor como o mediador em sala de aula", afirmou Capi 40.

Nesta sexta-feira, 17, a partir das 18h, na sede do PSB, acontecerá o primeiro encontro com a juventude. "Lá, pretendemos aprofundar o debate sobre as nossas propostas para os jovens", finalizou Capi 40.

Publicado em 2018

Um grupo de pastores da Assembleia de Deus reuniu na tarde desta quinta-feira, 16, em Santana, com o candidato ao governo do Amapá, Capi 40, onde declaram apoio ao socialista.

O pastor João de Deus que foi candidato a vereador de Santana disse que Capi 40 reúne a experiência suficiente para tirar o Estado da situação que se encontra. "As pessoas estão sem perspectiva. Dos que estão aí, vemos no Capi o único que pode devolver a esperança do nosso povo", declarou.

O pastor Saturnino lembrou que quando Capi 40 foi governador os benefícios chegavam para aquelas pessoas que mais precisam. "Capi é quem ajuda os pobres", resumiu.

Capi 40 reafirmou seu compromisso em levar os benefícios do Estado para toda coletividade. "Agora precisamos garantir o desenvolvimento econômico através do açaí, cadeia produtiva da soja, pesca industrial e do Porto de Santana para garantirmos os empregos que o nosso povo precisa", afirmou.

Publicado em 2018

No início da tarde desta quinta-feira, 16, o candidato ao governo do Amapá, Capi 40, reuniu no município de Santana, com profissionais do setor da saúde, que reconheceram que o candidato da coligação PSB/PT é o mais preparado para trazer de volta os investimentos e melhorar o atendimento à população.

Durante a conversa, os profissionais da saúde relataram a situação nos hospitais como a falta de medicamentos e equipamentos básicos. Além disso, falaram sobre doenças como chikungunya, dengue e malária, que com prevenção e comunicação podem impedir que as pessoas se contaminem.

"Ano passado, uma criança deu entrada no Hospital da Criança por volta das 7h da manhã e o resultado do exame só saiu às 21h porque o aparelho estava quebrado. Detalhe: minutos depois a criança faleceu e o resultado do exame atestou que era malária e o atendimento dado à paciente era para quem está com dengue", lamentou a técnica em enfermagem, Cláudia Silva.

Capi disse que conhece a realidade dos hospitais porque visita e investiu mais de R$ 25 milhões em emendas parlamentares, mas deste recurso pouco foi executado. "Nós sabemos como organizar a saúde. Já fizemos no passado e vamos fazer novamente se o povo nos der a oportunidade de governar", disse Capi ao reforçar o seu apoio aos deputados estaduais comprometidos com a redução pela metade dos gastos da Assembleia Legislativa do Amapá (ALAP).

Publicado em 2018

Juntos, Capi e Janete destinaram R$ 600 mil para comprar equipamentos para geração solar de energia para a aldeia Kumenê, no Oiapoque. A reunião foi com o coordenador da Funai no Amapá, Paulo Artur dos Santos.

“Queremos fazer um projeto piloto e depois expandir para as demais aldeias que não dispõem de energia elétrica. A princípio, nossa ideia garantir energia solar nas escolas e postos de saúde”, exoplicou o senador.

A deputada Janete sugeriu que o projeto de energia solar abranja a aldeia Kumenê e as escolas do Kumarumã. Ela também lamentou a perda de 50% no orçamento da Funai, bem como o corte de profissionais especializados pelo atual governo.

O coordenador da Funai disse que levará a proposta de Capi e Janete às lideranças das aldeias beneficiadas e discutirá de forma coletiva a melhor forma de aplicar o recurso.

Publicado em 2018

Representantes de escolhinhas de futebol de Santana e de projetos de prevenção e reabilitação voltadas para o esporte estiveram com o candidato ao governo do Amapá, Capi 40, na manhã desta quinta-feira, 16, onde relataram a falta de apoio do governo do Estado com atividades que eles desenvolvem.

José Passos, presidente do Movimento Mãos Limpas, disse que para eles conseguirem bolas de futebol foram realizadas rifas. "Teve os jogos escolares e Santana não recebeu nenhum apoio", denunciou.

"Com os altos índices de violência que há em nosso Estado e sem atividades de esporte que possam ocupar as nossas crianças, elas ficam ainda mais vulneráveis a entrar no mundo do crime", lamenta o instrutor de escolhinha de futebol, Odiel Souza, que trabalha com 150 jovens.

Capi 40, parabenizou o trabalho e o esforço, que mesmo diante das dificuldades e falta de apoio, conseguem ocupar adolescentes e jovens nas atividades esportivas.

"Lá atrás, quando estivemos no governo as escolinhas de futebol tinham apoio. Aqui em Santana, construímos o ginásio e criamos a bolsa trabalho com direito a salário mínimo, uniforme e lanche para as nossas crianças", lembrou Capi 40 ao reafirmar seu compromisso em continuar apoiando o esporte.

 

Publicado em 2018

Na manhã desta quinta-feira, 16, o candidato ao governo do Amapá, Capi 40, deu início as atividades de campanha e seu primeiro compromisso foi no município de Santana, onde reuniu com professores da direção do Sindicato dos Profissionais em Educação do Amapá (Sinsepeap).

Capi falou das propostas voltadas para o setor da educação, como é o caso da implementação das novas tecnologias no processo ensino-aprendizagem.

"Estou extremamente preocupado com o alto índice de evasão escolar. Precisamos trazer de volta os estudantes para a sala de aula. Temos de um lado a diminuição de recursos, violência e a falta de um bom ambiente escolar. Temos uma educação analógica, enquanto as nossas crianças e os nossos professores estão na cultura digital. Como introduzir as novas tecnologias tendo o professor como mediador?", indagou Capi 40 que falou da necessidade de se debater o orçamento público que hoje é distribuída de forma desigual.

Capi ainda falou do caso da Assembleia Legislativa. “Ela tem R$ 172 milhões, mas para funcionar bem, precisaria de no máximo R$ 60 milhões", explicou. O socialista informou aos professores que ele apoia a proposta dos candidatos a deputados estaduais que defendem a redução pela metade do orçamento da ALAP.

Publicado em 2018

O senador Capiberibe reuniu na manhã desta terça-feira, 14, com o superintendente da Caixa Econômica Federal no Amapá, Ederson Cláudio Negri, para conversar sobre os entraves do Governo para executar obras no Estado. Ederson informou que ainda há dificuldades na garantia das contrapartidas, problemas nas licitações, na elaboração de projetos e, principalmente, na rotatividade de funcionários que acabam atrapalhando o andamento dos projetos.

Capi disse que vai protocolar ofício junto à Caixa, solicitando um diagnóstico sobre o volume de recursos que foram perdidos nos últimos 10 anos, além dos projetos atuais que o Estado tem com a Caixa e os entraves que precisam ser superados para garantir a boa execução dos recursos da União. O senador também falou da experiência da Gestão Compartilhada que está sendo adotada no acompanhamento de suas emendas parlamentares.

"A diferença é que por meio da Gestão Compartilhada os beneficiários, o nosso mandato e o poder público participam diretamente na execução dos projetos. Essa experiência, que já adotamos em bairros de Macapá, nos inspirou na elaboração da Lei da Gestão Compartilhada, já aprovada no Senado e tramitando na Câmara dos Deputados", disse Capi.

Capiberibe também ressaltou que é necessário a redistribuição justa do orçamento público no Amapá ao receber a informação que o empréstimo que o atual governo faria junto à Caixa para garantir contrapartidas foi cancelado. "Não podemos nos dar o luxo de repassarmos R$ 172 milhões para a Assembleia Legislativa, enquanto o governo não garante recursos de contrapartidas”.

Publicado em 2018

O senador João Capiberibe e a deputada Janete Capiberibe enviaram nesta segunda-feira (13) dois ofícios ao procurador-geral de justiça do Amapá, Márcio Augusto Alves, do Ministério Público do Amapá (MP-AP), para pedir o acompanhamento de emendas destinadas à Secretaria Estadual de Saúde do Amapá (SESA). O objetivo é dar mais rapidez às ações e proporcionar melhor atendimento à população.

Nos ofícios, os parlamentares destacam o valor destinado para cada emenda que, juntas, têm o montante de mais de R$ 20 milhões e falam de suas preocupações na compra de cada item, e denunciam a demora excessiva na finalização das compras. São quatro emendas destinadas para a aquisição de equipamentos de UBS e custeio de média e alta complexidade da área de ortopedia, nefrologia, oftalmologia e oncologia da rede estadual de saúde, respectivamente.

As outras emendas são para aquisição de equipamentos oftalmológicos; serviço de ortopedia HCAL; equipamentos e material permanente para unidade de atenção especializada em saúde; equipamentos, estruturação, modernização dos serviços de média e alta complexidade da rede pública de saúde; e aquisição de equipamentos de Atenção Especializada – Média complexidade (prioridades para os municípios de Porto Grande, Serra do Navio e Itaubal).

Publicado em 2018

O senador João Capiberibe (PSB/AP), com o objetivo de reforçar a luta da deputada Janete em defesa das pessoas vítimas de escalpelamento, apresentou no Senado Federal o Projeto de Lei nº 355/2018, que prevê a concessão de uma pensão especial e vitalícia, de caráter indenizatório e intransferível, no valor de um salário mínimo mensal para as vítimas.

Além disso, o Ministério da Saúde, em articulação com os sistemas de saúde dos Estados e Municípios, implementará ações específicas voltadas à garantia de fornecimento de órteses, próteses e demais ajudas técnicas, bem como a realização de intervenções cirúrgicas e assistência à saúde por meio do Sistema Único de Saúde - SUS.

Os estados do Pará e Amapá são os que mais apresentam casos de escalpelamento. Segundo informações do Projeto Colabora, estima-se que, nos últimos 40 anos, ocorreram cerca de 500 casos na Amazônia, o equivalente a uma vítima por mês.

Atualmente, o projeto está em tramitação e encontra-se na Comissão de Assuntos Sociais do Senado para recebimento de emendas. Importante ressaltar que se trata de um projeto terminativo na Comissão, o que ajudará a tornar mais célere a garantia dos direitos para as vítimas de escalpelamento.

Escalpelamento

O escalpelamento é o arrancamento brusco da cabeleira humana juntamente com o couro cabeludo, ocasionado quando a vítima se aproxima do eixo do motor de um barco em funcionamento sem a devida gaiola de proteção. Também podem ser arrancadas sobrancelhas, parte do rosto e orelhas.

Em alguns casos, na tentativa de se desvencilhar das engrenagens, as vítimas acabam perdendo braços e pernas. No caso das mulheres, principais vítimas de escalpelamento (devido ao comprimento maior dos cabelos), podem perder também a mama, causando deformações graves e até a morte.

Publicado em 2018
Pagina 1 de 2
bannerda tv

PRESTAÇÃO DE CONTAS 2017

00000001

capi sustentavel

livro morte nas aguas

capi youtube
Sua ideia pode virar Projeto de Lei

Newsletter

  1. Twitter

Endereço

Ala Sen. Afonso Arinos - Gab. 08
CEP: 70.165-900 Brasília/DF
Telefone: (61)3303-9011
Fax: (61)3303-9019
Email:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.