No início da tarde desta quinta-feira, 16, o candidato ao governo do Amapá, Capi 40, reuniu no município de Santana, com profissionais do setor da saúde, que reconheceram que o candidato da coligação PSB/PT é o mais preparado para trazer de volta os investimentos e melhorar o atendimento à população.

Durante a conversa, os profissionais da saúde relataram a situação nos hospitais como a falta de medicamentos e equipamentos básicos. Além disso, falaram sobre doenças como chikungunya, dengue e malária, que com prevenção e comunicação podem impedir que as pessoas se contaminem.

"Ano passado, uma criança deu entrada no Hospital da Criança por volta das 7h da manhã e o resultado do exame só saiu às 21h porque o aparelho estava quebrado. Detalhe: minutos depois a criança faleceu e o resultado do exame atestou que era malária e o atendimento dado à paciente era para quem está com dengue", lamentou a técnica em enfermagem, Cláudia Silva.

Capi disse que conhece a realidade dos hospitais porque visita e investiu mais de R$ 25 milhões em emendas parlamentares, mas deste recurso pouco foi executado. "Nós sabemos como organizar a saúde. Já fizemos no passado e vamos fazer novamente se o povo nos der a oportunidade de governar", disse Capi ao reforçar o seu apoio aos deputados estaduais comprometidos com a redução pela metade dos gastos da Assembleia Legislativa do Amapá (ALAP).

Juntos, Capi e Janete destinaram R$ 600 mil para comprar equipamentos para geração solar de energia para a aldeia Kumenê, no Oiapoque. A reunião foi com o coordenador da Funai no Amapá, Paulo Artur dos Santos.

“Queremos fazer um projeto piloto e depois expandir para as demais aldeias que não dispõem de energia elétrica. A princípio, nossa ideia garantir energia solar nas escolas e postos de saúde”, exoplicou o senador.

A deputada Janete sugeriu que o projeto de energia solar abranja a aldeia Kumenê e as escolas do Kumarumã. Ela também lamentou a perda de 50% no orçamento da Funai, bem como o corte de profissionais especializados pelo atual governo.

O coordenador da Funai disse que levará a proposta de Capi e Janete às lideranças das aldeias beneficiadas e discutirá de forma coletiva a melhor forma de aplicar o recurso.

Representantes de escolhinhas de futebol de Santana e de projetos de prevenção e reabilitação voltadas para o esporte estiveram com o candidato ao governo do Amapá, Capi 40, na manhã desta quinta-feira, 16, onde relataram a falta de apoio do governo do Estado com atividades que eles desenvolvem.

José Passos, presidente do Movimento Mãos Limpas, disse que para eles conseguirem bolas de futebol foram realizadas rifas. "Teve os jogos escolares e Santana não recebeu nenhum apoio", denunciou.

"Com os altos índices de violência que há em nosso Estado e sem atividades de esporte que possam ocupar as nossas crianças, elas ficam ainda mais vulneráveis a entrar no mundo do crime", lamenta o instrutor de escolhinha de futebol, Odiel Souza, que trabalha com 150 jovens.

Capi 40, parabenizou o trabalho e o esforço, que mesmo diante das dificuldades e falta de apoio, conseguem ocupar adolescentes e jovens nas atividades esportivas.

"Lá atrás, quando estivemos no governo as escolinhas de futebol tinham apoio. Aqui em Santana, construímos o ginásio e criamos a bolsa trabalho com direito a salário mínimo, uniforme e lanche para as nossas crianças", lembrou Capi 40 ao reafirmar seu compromisso em continuar apoiando o esporte.

 

Pagina 5 de 29
bannerda tv

PRESTAÇÃO DE CONTAS 2017

00000001

capi sustentavel

livro morte nas aguas

capi youtube
Sua ideia pode virar Projeto de Lei

Newsletter

  1. Twitter

Endereço

Ala Sen. Afonso Arinos - Gab. 08
CEP: 70.165-900 Brasília/DF
Telefone: (61)3303-9011
Fax: (61)3303-9019
Email:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.