Na tarde deste sábado, 11, o senador João Capiberibe, a deputada federal Janete e o ex-governador do Amapá, Camilo Capiberibe, participaram de uma reunião com os moradores do distrito do Carnot. O assunto girou em torno do abandono que hoje vive a localidade e as alternativas que os parlamentares podem encontrar para resolver os principais problemas.

Antes as lideranças do PSB fizeram uma visita às duas fábricas de farinha que existem em Carnot. A primeira conseguida em 2002, na gestão do então governador João Capiberibe, e a segunda em 2014, quando Camilo era governador do Estado.

No que se refere às reivindicações dos moradores, as principais são: ampliação do sistema de água – a que existe foi construída quando Capi foi governador do Amapá -, energia 24h – a rede elétrica também foi construída na gestão do PSB -, ambulância e sinal de celular. Na área da educação, os jovens solicitaram o fim do ensino modular e a implantação do ensino regular.

“Sabemos que essas reivindicações são de responsabilidade do governo ou da prefeitura de Calçoene, mas, infelizmente, nos sentimos abandonados pelo poder público e resolvemos fazer esse pedido ao senador e a deputada que sempre tiveram um carinho especial pela nossa comunidade”, comentou o presidente da Associação dos Agricultores do Carnot, José de Souza de Abreu.

Na atuação parlamentar, tanto o senador Capi quanto a deputada Janete destinaram recursos exclusivos para o Carnot. Uma emenda do senador, por exemplo, garantiu a compra de um trator e equipamentos agrícolas e destinou R$ 29.600,00 para a compra de equipamentos e correlatos para a UBS que fica na comunidade. Já a deputada Janete conseguiu um caminhão para o escoamento da produção agrícola, além de R$ 250 mil para a área da saúde.

No que se refere às reivindicações dos moradores, o senador e a deputada se comprometeram em buscar soluções no governo e na prefeitura. Além disso, vai fazer estudo para que os dois juntos possam buscar recursos para a ampliação da rede de água e a deputada Janete garantiu alocar recursos de emenda no valor de R$ 200 mil para a UBS do Carnot.

Para socializar as informações, o senador propôs a criação de um grupo de WhatsApp e pediu que os moradores encaminhem documento a bancada do Amapá em Brasília, para que cada parlamentar destine R$ 200 mil de emenda exclusivamente para o Carnot.

“A nossa parte será convencer nossos parlamentares da importância deste recurso para o Carnot. Da nossa parte posso garantir que R$ 400 mil já estão garantidos para 2018 com execução em 2019. E o grupo de WhatsApp vai servir para encurtar a distância entre nós e a comunidade, servindo como uma ferramenta de compartilhamento de informações de interesse da comunidade”, comentou o senador.

No que se refere a falta de médico na unidade básica de saúde, a deputada ficou de buscar informações no programa Mais Médicos para saber porque o distrito não foi contemplado com a presença de um profissional que atue exclusivamente lá.

Durante entrevista na tarde desta sexta-feira, 10, na rádio Fronteira FM, no município de Oiapoque, o senador João Capiberibe e a deputada federal Janete, ambos do PSB, fizeram uma prestação de contas dos recursos destinados, por meio de emenda parlamentar, ao município. Os dois juntos destinaram, de 2011 até este ano, cerca de R$ 10 milhões para os mais diversos setores, da saúde ao fomento da agricultura familiar.

 

No que se refere as emendas do senador Capiberibe, só para citar algumas emendas, em agosto passado foi depositado na conta da prefeitura, por exemplo, R$ 250 mil para custeio da atenção básica. Além da execução de R$ 2.959.148,00 para execução de dois blocos da Universidade Federal do Amapá, cuja obra está em andamento. Na área da agricultura foram adquiridos máquinas e componentes agrícolas no montante de R$ 469 mil. Além de R$ 175 mil para aquisição de insumos e medicamentos para as seguintes unidades básicas de saúde: Planalto – R$ 98 mil; Infraero – R$ 29 mil; Julieta Palmerim – R$ 23 mil; e Nova Esperança – R$ 24 mil.

“Aproveitamos a oportunidade para convidar a população de Oiapoque a fiscalizar como e onde é gasto esses recursos, por meio da Gestão Compartilhada, que é um método de fiscalização por meio das redes sociais. Isso pode ser feito pelos grupos de WhatsApp, que criamos para este fim, ou baixando na internet nosso aplicativo e assim acompanhar a correta aplicação do dinheiro público”, explicou o senador.

Já a deputada Janete destinou recurso que possibilitaram, por exemplo, aquisição de uma embarcação para transportes agrícolas para a comunidade do Kumenê no valor de R$ 200 mil, bem como R$ 170 mil para aquisição de caminhão para escoamento da produção agrícola, mais R$ 200 mil para a Embrapa desenvolver projetos de pesquisa nas comunidades indígenas. Na área da educação destinou R$ 1 milhão para urbanização de dois blocos do campus da Unifap. Valor igual foi destinado ao Instituto Federal do Amapá (Ifap) para ampliação e modernização tecnológica. Na área de saúde R$ 200 mil para estruturação e aquisição de equipamentos, entre outros recursos.

“É importante essa prestação de contas para que a sociedade tenha conhecimento da nossa atuação parlamentar, no entanto, mais importante ainda é cobrar a aplicação desses recursos que beneficiam diretamente quem mais precisa e isso pode ser feito pela Gestão Compartilhada”, reforçou a deputada Janete.

  A Fundação João Mangabeira no Amapá deu continuidade a realização da caravana "Diálogos Para o Desenvolvimento do Amapá". Desta vez, os debates ocorreram na noite desta sexta-feira, 10, no município de Oiapoque.

O mestre em desenvolvimento regional, professor Carlos Henrique e o doutor em economia, José Reinaldo Picanço, mostraram dados estatísticos que atestam aponta que o Amapá passa por um dos piores momentos de sua história.

No contraponto, apresentaram as ações do governo do PSB, onde foram batidos recordes na geração de emprego, construção de escolas, além de investimentos que possibilitaram o desenvolvimento da agricultura familiar, com um olhar para o desenvolvimento regional.

Entre os pontos levantados para que o Estado e o município de Oiapoque despontem para o desenvolvimento, estão: o fortalecimento da relação binacional, a indústria da pesca, a exploração do petróleo na costa do Amapá.

Olhando para o futuro

Na visão do PSB é preciso fazer investimentos na área da educação, implantação dos distritos industriais de Oiapoque e principalmente na infraestrutura do Estado possibilitando a geração de emprego fomentando a construção civil, o comércio e a prestação de serviços.

Na participação da comunidade os questionamentos geraram em torno da busca de alternativas para tirar o Amapá, em especial Oiapoque, da crise, com a volta da geração de emprego, lazer, educação, bem como a legalização fundiária e principalmente escoamento da produção agrícola. "São esses gargalos que atrapalham o desenvolvimento do Oiapoque", comentou presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Oiapoque, Pedro Araújo

Qual o caminho

E no final a principal pergunta do evento, feita pelo documentarista Iran Lima. "Qual a proposta de desenvolvimento do PSB para promover o desenvolvimento, não só de Oiapoque, mas de todo Estado?".

A resposta para os questionamentos foi dada pelo senador João Capiberibe. Ele falou da necessidade da comunidade estar informada e que por conta disso protocolou no Senado o Projeto de Lei que cria a Gestão Compartilhada (OBS COLOCAR LINK DO PROJETO). No que se refere a promoção do desenvolvimento do Estado, Capiberibe fez o seguinte comentário.

"Precisamos gerar oportunidades de negócios em todas as áreas como o comércio, turismo, a agricultura, mas isso só dá certo se o planejamento englobar os 16 municípios. Gerar infraestrutura. Mas, para isso é preciso ter um governante que tenha autoridade. Além disso há uma desigualdade cruel na distribuição de dinheiro. A Assembleia Legislativa tem um orçamento de R$ 160 milhões. Isso é um absurdo. A Assembleia precisaria de no máximo R$ 70 milhões. É essa distribuição do orçamento público que esta desgraçando a vida do povo amapaense", pontuou Capiberibe.

Controle Social

O senador socialista foi enfático ao afirmar que só há uma forma de colocar o Amapá no caminho do desenvolvimento, que é por meio a fiscalização e controle social, usando como ferramenta a Gestão Compartilhada. "Além disso é preciso eleger quem realmente tem compromisso com o Amapá, quem não compra voto".

Prestação de conta

A deputada Janete Capiberibe disse que tem atuado em Brasília, no sentido de garantir os recursos necessários, por meio de emenda parlamentar, e tem cobrado dos gestores a utilização das mesmas. Só para Oiapoque são mais de R$ 4 milhões para os mais diversos setores e falou da importância do cidadão escolher bem seus representantes, afirmando que são poucos que atuam realmente em defesa dos interesses do povo, "Vocês têm nosso compromisso. O que nos motiva é a possibilidade de ajudar as pessoas que mais precisam".

Novos filiados

Durante o evento quatro pessoas assinaram ficha de filiação no Partido Socialista Brasileiro. São eles: professor da Unifap, Arnaldo Balarine, Elenice Menezes, Maria Tavares de Jesus, Izelia Rodrigues Pinto. "Para nós é uma honra receber novos filiados, que se juntam ao PSB para juntos construirmos um Amapá para todos", destacou Camilo Capiberibe.

Quem participou

O evento ocorreu na sede da Cooperativa dos Motaxistas de Oiapoque (COMTAX), e contou com a presença do coordenador da Fundação João Mangabeira no Amapá, Camilo Capiberibe, do senador João Capiberibe, a deputada federal Janete, do presidente da Câmara de Vereadores de Oiapoque, vereador Lobão (Pros), do vereador Joaquim da Farmácia (PR), do vereador Talisca (PSB), do ex-vereador Miguel Mariano e do presidente do diretório municipal do PSB, Joacy Rabelo e sociedade em geral.

Pagina 10 de 132
bannerda tv

PRESTAÇÃO DE CONTAS 2017

00000001

capi sustentavel

livro morte nas aguas

capi youtube
Sua ideia pode virar Projeto de Lei

Newsletter

  1. Twitter
mais-noticias

Endereço

Ala Sen. Afonso Arinos - Gab. 08
CEP: 70.165-900 Brasília/DF
Telefone: (61)3303-9011
Fax: (61)3303-9019
Email:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.